O jornal mais antigo em circulação do Agreste Setentrional de Pernambuco

Quarta-Feira, 29 de Maio de 2024 05:58

Cor escura da água faz Compesa suspender abastecimento em Surubim, Casinhas, Santa Maria do Cambucá e Toritama

15/05/2024

Cor escura da água é causada por aumento nos níveis de manganês, informa a Compesa (Foto; Reprodução/ Surubim News)

A coloração escura da água distribuída pela Compesa obrigou o órgão a suspender o abastecimento nas cidades de Surubim, Casinhas, Santa Maria do Cambucá e Toritama. O problema começou a ser relatado nas redes sociais por clientes da companhia nesta terça-feira (14). A paralisação teve início às 6h de hoje (15) com previsão de durar 30h. “Foi identificado um aumento significativo nos níveis de manganês, na água bruta o que está gerando uma alteração na cor da água distribuída. Os técnicos estarão indo à unidade pra tentar ajustar a operação, com previsão de chegada da soda cáustica, ao fim do dia para início dos testes e planejamento da retomada da operação”, informou a coordenação da estatal em Surubim.

Sobre a parada no abastecimento, no começo da tarde desta quarta-feira (15), a assessoria de imprensa da Compesa encaminhou a seguinte nota:

“A Compesa informa que foi necessário realizar ajustes operacionais nesta quarta-feira (15) na Estação de Tratamento de Água (ETA) Jucazinho, em virtude da coloração da água bruta que está chegando à unidade proveniente da Barragem Jucazinho, em Surubim. Para executar as adequações necessárias, foi preciso suspender o abastecimento de água nas cidades de Surubim, Casinhas, Santa Maria do Cambucá e Toritama.

Os técnicos da Compesa, da área de controle de qualidade, estão atuando nas intervenções necessárias. A previsão é que os ajustes e testes de qualidade sejam finalizados até as 12h de amanhã (16). Quando a situação for normalizada, será retomado o fornecimento de água para as cidades afetadas e a normalização da distribuição ocorrerá de acordo com o calendário.”

Não é a primeira vez que esse problema ocorre no Sistema Jucazinho. A mesma situação foi relatada pelo menos duas vezes no Correio do Agreste, em julho de 2018 e janeiro de 2021.

A paralisação altera também o calendário de abastecimento. O cronograma, que já inclui os dias de manutenção, pode ser acessado clicando aqui.

Relacionado

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *