O jornal mais antigo em circulação do Agreste Setentrional de Pernambuco

Quinta-Feira, 20 de Junho de 2024 10:06

Com diminuição das chuvas, nível da barragem de Jucazinho completa um mês em queda

20/05/2024

Em abril, Jucazinho chegou ao volume mais alto este ano atingindo 14,09 % da capacidade, o dobro do que tinha acumulado no final de fevereiro (Foto: Lulu/ Surubim News)

Nesta terça-feira (21), a barragem de Jucazinho completa um mês com o nível baixando. Segundo dados da ANA (Agência Nacional de Águas), o reservatório atingiu seu volume mais alto este ano em 21 de abril, quando chegou a 28,85 milhões de metros cúbicos ou 14,09% da capacidade. Desde então, sem chuvas fortes na região que fica a Oeste do manancial, o nível começou a cair e chegou nesta segunda-feira (20) a 27,34 milhões de metros cúbicos, o que representa 13,35%. A queda é de menos de 1%, cerca de 0,74%, mas evidencia o impacto da diminuição das chuvas na região.

Os meses de abril, maio, junho e julho são os mais chuvosos no Agreste, sendo maio, o terceiro na lista dos maiores acumulados de chuva, mas pelo menos por enquanto, os índices pluviométricos estão muito baixos para o período. Para ser ter uma idéia, a média de chuvas em maio no município de Surubim é de 93 mm, segundo a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) mas até agora, faltando pouco mais de uma semana para o mês acabar, choveu 31,2 mm, apenas 33% do esperado.

A situação não é diferente em outras cidades da região, como Santa Cruz do Capibaribe, que tem média climatológica de 58 mm em maio e no momento registra 11 mm, 19% do volume previsto para o mês.

A irregularidade nas precipitações, tem ocasionado além da queda no nível da barragem de Jucazinho e de pequenos açudes, problemas na agricultura, já que as lavouras de milho e feijão não se desenvolvem com o mesmo vigor de tempos normais de inverno.

Jucazinho chegou a dobrar de volume com as chuvas que tiveram início no final de fevereiro. O manancial naquela época, acumulava 14,19 milhões de metros cúbicos (6,93%) e como foi dito no início desse texto, ultrapassou os 14% no mês passado.

Relacionado

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *