O jornal mais antigo em circulação do Agreste Setentrional de Pernambuco

Quarta-Feira, 12 de Agosto de 2020 11:20

Sepultado idoso que foi atacado por garrote na zona rural de Surubim

22/05/2020

“Neco de Pretinho”, foi atacado quando espantava gansos que invadiram o curral (Foto: Reprodução/ Facebook)

Foi sepultado no final da tarde desta sexta-feira (22), no Cemitério São José, em Surubim, o corpo do agricultor Manoel Francisco Cabral, de 79 anos, mais conhecido como “Neco de Pretinho”. Ele foi atacado na manhã da quarta-feira (20), por um garrote, na propriedade em que residia no Sítio Lagoa do Capim, zona rural do município. Segundo familiares, gansos entraram no curral em que o garrote estava, o idoso foi até o local para espantar as aves e teve o lado direito do abdômen perfurado por uma chifrada do animal. O ferimento foi tão extenso que a vítima ficou com as vísceras expostas.

Ele recebeu os primeiros socorros em Surubim e foi transferido para o Hospital da Restauração (HR), no Recife, onde passou por uma cirurgia, mas faleceu na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), na tarde de quinta-feira (21).

Ainda de acordo com parentes, a vítima dedicava atenção especial ao garrote. “A mãe desse bezerro caiu em um sauveiro e morreu quando ele tinha apenas três dias de nascido. Seu Neco então começou a cuidar dele, dando leite numa mamadeira e chegava até a se levantar de noite para alimentá-lo”, contou a vereadora Ivete Ramos do (PT), amiga da família, após conversar com a esposa do agricultor.

O idoso era casado com a também agricultora, Severina Cecília, que presidiu o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Surubim, por 12 anos. Ele deixa seis filhos e uma filha, além de netos e um bisneto. O velório aconteceu na Casa Mortuária São José, no Centro da Cidade. O corpo chegou do Recife por volta das 14h.

É a segunda morte este ano provocada por ataque de bovinos em Surubim. Na tarde do domingo, 29 de março, no Sítio Lério de Cima, também na zona rural, um idoso de 60 nos, conhecido por José Hilário foi encontrado caído no chão e levado para o Hospital São Luiz, onde já deu entrada sem vida. Ele foi atacado por um garrote quando estava colocando comida para os animais. José Hilário residia no Sítio Tabu, área rural do município.

Relacionado

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *