O jornal mais antigo em circulação do Agreste Setentrional de Pernambuco

Sábado, 20 de Outubro de 2018 04:27

Vice-prefeito de Santa Maria do Cambucá denuncia Prefeitura ao MPPE; atitude ‘oficializa’ rompimento político

18/05/2018

Vice-prefeito postou vídeo nas redes sociais para divulgar que havia denunciado a Prefeitura ao MPPE (Foto: Reprodução/ WhatsApp)

O vice-prefeito de Santa Maria do Cambucá, Mário Filho, divulgou esta semana um vídeo nas redes sociais (assista no final da notícia) no qual afirma que apresentou uma denúncia ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE), contra a Prefeitura, relacionada ao transporte escolar. Segundo o político, pais de alunos teriam o procurado para reclamar da superlotação dos ônibus que transportam os estudantes no município. Além disso, eles também teriam relatado problemas na manutenção destes veículos.

Essas questões do transporte escolar, devem ser apuradas com rigor pela promotoria da cidade para verificar a veracidade dos fatos. Por outro lado, há quem diga que a política é feita de gestos e a atitude do vice-prefeito “oficializa” o rompimento dele com o prefeito Alex Robevan. Não é de hoje que os dois andam afastados. Pouco tempo depois da posse, rumores começaram a circular na cidade sobre o distanciamento dos companheiros de chapa na última eleição municipal.

Para se ter uma idéia, já em julho do ano passado, a eleição da mesa diretora da Câmara de Vereadores para o biênio 2019/2020, colocou em confronto o grupo de vereadores ligados ao prefeito e os parlamentares que tem afinidade com o vice. Dui de Chico, atual presidente do Poder Legislativo, tentava a reeleição com o apoio de Robevan, enquanto Edinho de Nofa montou uma chapa concorrente tendo o aval de Mário Filho. Nofa saiu vencedor por um placar de 5 a 4. Na época, o presidente eleito negou que estivesse contra o prefeito, embora não houvesse recebido o apoio dele, e disse que continuava na bancada situacionista. Nos bastidores, sabe-se que a eleição de Edinho foi um passo importante para fortalecer o vice, que pretende disputar a Prefeitura em 2020.

Robevan, não poderá concorrer novamente ao cargo na próxima eleição porque já foi reeleito. Em 2016, Mário Filho, que havia perdido o pleito em 2012 para o próprio Robevan, teria aceitado ser o candidato a vice na condição de ser apoiado por ele em 2020. O motivo da quebra do acordo não foi divulgado. Com a denúncia ao MPPE, Mário indica que já começou a campanha para a Prefeitura e que o prefeito agora terá um adversário que pode “fazer barulho”, já que a oposição na Câmara não tem causado maiores preocupações. Um termômetro da disputa entre os dois grupos será a eleição em outubro. Quais deputados terão mais votos? Os apoiados pelo prefeito ou pelo vice? Aguardemos os próximos capítulos…

Relacionado

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *