O jornal mais antigo em circulação do Agreste Setentrional de Pernambuco

Terça-Feira, 12 de Novembro de 2019 10:33

Apenas 10% dos eleitores de Surubim votaram na eleição do Conselho Tutelar

09/10/2019

Sede do Conselho Tutelar no Centro de Surubim. Eleição deste ano renovou em 60% a composição do órgão (Foto: Luiz Carlos Mota/ Surubim News)

Passada a euforia da divulgação dos resultados da eleição do Conselho Tutelar ocorrida no domingo (6/10) é hora de analisar os números. Dos 43.632 eleitores de Surubim (TSE/2019), apenas 4.701 compareceram às urnas para participar do pleito, ou seja, 10,77% do eleitorado, um quantitavo considerado baixo em comparação a outros municípios da região. Tome-se como exemplo Frei Miguelinho. Lá o candidato mais votado, Júnior, conquistou impressionantes 2.691 votos. Apenas para comparação, o vereador campeão de votos na eleição de 2016 naquele município, Aniceto Lima (PRP), teve 861 votos.

Mas surpresa não foi só a votação do primeiro colocado, os outros nove postulantes também foram muito bem votados. Para se ter uma idéia, do 2.º ao 8.º lugar todos ultrapassaram a casa dos 1.100 votos. Os dois últimos da lista, por pouco não chegaram a 1.000 sufrágios. A eleição mobiliza a cidade como se fosse uma votação para prefeito, vice e vereadores.

Por que isso não acontece em Surubim? Falta empenho dos candidatos? A população não se importa ou desconhece o trabalho do Conselho Tutelar? É preciso investir mais na divulgação das campanhas? São questões que precisam ser avaliadas para que nas eleições futuras a participação do eleitorado seja maior, não que o número reduzido de eleitores prejudique a legitimidade do pleito, de forma alguma, mas a sociedade necessita ter mais consciência da importância desse órgão. A julgar pelos menos de 3.000 eleitores que votaram em 2015, já é um avanço, porém muito pequeno pelo tamanho da cidade.

Analisando agora a nova composição do Conselho, ficou claro que os eleitores quiseram mudança. Dos atuais cinco conselheiros tutelares, quatro foram para a reeleição, mas apenas dois conseguiram garantir um novo mandato, o que representa uma renovação de 60%. Tentaram permanecer no cargo Solange Lira, Maria Eduarda, Ranykelly Silva e José Fábio. Conseguiram se reeleger os dois últimos com 477 e 479 votos, respectivamente. José Fábio vai para o terceiro mandato consecutivo. Solange Lira e Maria Eduarda obtiveram 289 e 175 votos e ficaram na suplência. A campeã de votos foi a novata Simone Ramos, irmã  da vereadora Ivete do Sindicato (PT). Os outros estreantes são José Roberto, do Bairro Bela Vista e Severina Márcia,  da Chã do Marinheiro.

O processo eleitoral foi coordenado pelo Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente, presidido por José Alves de Sousa Neto e supervisionado pelo promotor de Justiça, Garibaldi Cavalcanti Gomes da Silva. Onze candidatos disputaram as cinco vagas. A apuração aconteceu na quadra da Escola Oliveiros de Andrade Vasconcelos. Os eleitos tomam posse em janeiro de 2020 para um mandato de quatro anos.

Confira o resultado oficial da eleição em Surubim.

Votos totais: 4.701
Votos válidos: 4.630
Votos brancos: 12
Votos nulos: 59

ELEITOS

Simone Ramos – 801 votos
José Roberto – 706 votos
Severina Márcia – 483 votos
José Fábio – 479 votos
Ranikelly Silva – 477 votos

SUPLENTES

Josivaldo Santos – 374 votos
Daniel dos Santos – 327 votos
José Fabrício – 302 votos
Solange Lira – 289 votos
José Emanuel – 217 votos
Maria Eduarda – 175 votos

Relacionado

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *