O jornal mais antigo em circulação do Agreste Setentrional de Pernambuco

Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019 08:59

Radialista é sepultado na zona rural de Vertente do Lério

08/12/2018

Rafael Santos no estúdio de uma das emissoras da Comunidade Católica Kairós, da qual fazia parte (Foto: Reprodução/ Facebook)

O radialista Rafael Santos, de 34 anos, foi sepultado no final da tarde desta sexta-feira (7), no cemitério do distrito do Tambor, na zona rural de Vertente do Lério. Ele morreu por complicações causadas em decorrência de um acidente de moto, ocorrido na sexta-feira (30/11), na BR-104, próximo ao lixão de Toritama.

Segundo informações repassadas por amigos, Rafael tinha ido à Santa Cruz do Capibaribe e quando voltava para Surubim, fez uma parada na Comunidade Católica Kairós, situada às margens da rodovia. Depois de retomar a viagem, foi acidentado a poucos quilômetros dali, em circunstâncias ainda desconhecidas.

Quando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou ao local, encontrou Rafael desacordado, com fraturas na perna e no pé. Como passou muito tempo sem ser localizado, ele perdeu uma quantidade considerável de sangue, fato que agravou o estado de saúde. Ele foi socorrido inicialmente para o Hospital Municipal de Toritama, em seguida encaminhado para o Hospital Regional do Agreste em Caruaru (HRA) e devido à gravidade dos ferimentos, transferido para o HR onde morreu por volta das 20h30 da quarta-feira (5).

O sepultamento só ocorreu dois dias após o óbito, por causa de problemas na documentação para a liberação do corpo. O velório ocorreu na casa de uma tia do radialista, na comunidade do Tambor, onde residem a mãe, irmãos e outros parentes dele.

Rafael começou a atuar em rádio na emissora comunitária Tambor FM, nas funções de operador de áudio e locutor. Atualmente, ele residia no Bairro Bela Vista em Surubim e também trabalhava há um ano, em uma loja de vendas e consertos de utensílios domésticos, no Centro da cidade. Casado, o radialista tinha uma filha, que morreu recentemente com apenas três meses de vida, por problemas hepáticos.

Relacionado

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *