O jornal mais antigo em circulação do Agreste Setentrional de Pernambuco

Quarta-Feira, 15 de Agosto de 2018 12:16

Alan Lucena

Alan Lucena

Datas e Eventos

  • Associação de policiais militares repudia declarações de João Lira, prefeito eleito de Bom Jardim

    A Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiros de Pernambuco (ACS/PE) emitiu nota em que repudia as declarações do prefeito eleito de Bom Jardim, João Lira (PSD). Segundo a entidade, o futuro gestor fez ameaças aos  policiais militares que trabalham no município, durante o evento que comemorou neste domingo (16), a vitória dele nas eleições de 2 de outubro.

    João Lira teria ficado irritado porque os PMs estavam abordando os veículos que transportavam os seus eleitores para a comemoração. De acordo com informações da polícia, vários Toyotas Bandeirantes apresentavam superlotação, com passageiros fora do veículo, pendurados e até sentados em cima da grade de proteção do teto dos automóveis. A conduta é vedada pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O discurso do prefeito eleito foi gravado em vídeo e tem repercutido muito nas redes sociais. Assista:

    Assinada pelo vice-presidente da ACS/PE, Nadelson Leite, a nota de repúdio lançada pela associação faz duras críticas a Lira. “O senhor, como futuro representante do povo, deve contribuir para ordem e paz social, servindo de exemplo para que a sociedade respeite o trabalho dos profissionais de segurança pública, já que estes foram investidos na função após aprovação em concurso público, e trabalham arduamente colocando suas vidas em risco em prol da sociedade; e não, conforme o ocorrido, causar tumulto e incitar a população a voltar-se contra o policiamento”.

    O texto ainda “aconselha” o prefeito eleito no modo de agir. “Recomendamos que V. Sª procure cuidar de gerenciar os problemas de sua Cidade, que não são pequenos, ao invés de se aventurar em praças públicas, fazendo acusações desmedidas e descabidas. A Polícia Militar é uma instituição séria, comandada por homens sérios e que não vai dar ouvidos a leviandades, que ousem tentar macular a imagem de policiais militares, pais de família, que pertencem as fileiras da gloriosa, e mais que centenária, Polícia Militar de Pernambuco”.