O jornal mais antigo em circulação do Agreste Setentrional de Pernambuco

Terça-Feira, 2 de Junho de 2020 10:13

Dnocs emite nota de esclarecimentos sobre segurança da Barragem de Jucazinho

25/03/2020

Segundo o Dnocs, a barragem é segura; serviços da segunda etapa de recuperação serão concluídos por uma nova empresa que está em processo de contratação (Foto: Reprodução/ Divulgação)

O Departamento Nacional de Obras Contra as Secas  (Dnocs)  emitiu nesta quarta-feira (25), uma nota de esclarecimentos sobre a segurança da barragem de Jucazinho. O documento foi elaborado após vários vídeos gravados no paredão do reservatório circularem nas redes sociais mostrando infiltrações e o revestimento de degraus se desprendendo.

As imagens levantaram a discussão sobre a possibilidade do rompimento da barragem, sobretudo pelo fato do manancial, que estava praticamente seco, estar agora recebendo uma grande quantidade de água. Em uma semana, Jucazinho saiu de 0,84% para cerca de 13% da capacidade.

Segundo a nota do Dnocs, os vídeos e textos publicados por blogs da região, “não dispõe das credenciais técnicas exigidas para emitir qualquer opinião que esteja relacionada com a situação de segurança da barragem”.

Com relação às infiltrações, o órgão explica que com base em laudo elaborado no final do ano passado pelo consultor em Tecnologia do Concreto, Wanderley Barbosa, várias barragens como Jucazinho construídas em Concreto Compactado com Rolo (CCR), apresentam  “relatos de infiltração (…) e nenhuma delas levou essas barragens à ruptura..” Quanto aos descolamentos da argamassa de revestimento dos degraus, o Dnocs afirma que “em nada compromete a segurança da estrutura”.

A recuperação da Barragem de Jucazinho teve início em 2018 e foi dividida em duas etapas: a primeira, caracterizada como emergencial, foi concluída, segundo o Dnocs. Já a segunda etapa, executada pela empresa cearense Sucesso Construtora, ficou incompleta, de acordo com o órgão, por questões administrativas. A empresa abandonou a obra no começo deste ano, mas conforme o Dnocs,  deverá corrigir as pendências, entre elas as que foram apontadas nos vídeos, para ter o contrato rescindido.

O Dnocs encerra a nota afirmando que o reservatório “está em condições de segurança, principalmente após a execução recente de grande parte dos serviços, tidos como essenciais à estabilidade da barragem.”

O departamento informa ainda, que está providenciando a contratação de uma nova empresa para a conclusão da obra. A nota foi distribuída para a imprensa pelo diretor geral do Dnocs, José Rosilônio Magalhães de Araújo. Confira o texto na íntegra clicando aqui.

Relacionado

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *