O jornal mais antigo em circulação do Agreste Setentrional de Pernambuco

Sábado, 26 de Setembro de 2020 01:33

Brennand morre aos poucos em Surubim

23/12/2019

Diretores da Sociedade dos Criadores de Surubim, Antônio Barros e Fernando Guerra, decidiram iniciar uma campanha para restauração do painel (Foto: Reprodução/ Divulgação)

Por Fernando Guerra

Certamente o único painel do artista Francisco Brennand em todo o interior do estado encontra-se no Parque de Exposições de Animais situado no centro da cidade de Surubim. Foi doado por Débora Brennand à Sociedade dos Criadores do município quando presidida pelo médico e pecuarista Dr. José Nivaldo Barbosa no ano de 1970, prestes, portanto, a completar seu cinquentenário. Ornamentando a fachada principal da Sociedade dos Criadores tem dimensões monumentais com seus 9,45 m de largura por 2,70 m de altura e aborda como temática a vida pecuária da região, com suas palmatórias, bromélias e à margem esquerda um ramo ornamental com folhas e frutos. Estão lá representados dois zebuínos em primeiro plano e outro em plano secundário, com seus cupins avantajados lembrando os animais de raça nelore, pela sua conformação e colorido. Ao fundo montanhas iluminadas pelo sol do Agreste ressaltam as cores vivas das nossas paisagens campestres. Uma belíssima obra de arte desse que é considerado um dos mais importantes artistas do Brasil e, com certeza o maior de todos os ceramistas nacionais.

Sua morte neste mês de dezembro deixa uma lacuna que não se preencherá no universo das artes do país.

Surubim não tem noção do valor desse painel, sobretudo se levarmos em conta a singularidade da obra e a importância de seu autor. Há 10 anos foi feito um levantamento do seu estado de conservação por Pérside Omena, expert entre todos os restauradores pernambucanos no tocante à conservação e recuperação das obras de arte de Brennand, conforme indicação de técnicos da própria oficina do autor.

Em seu parecer, Pérside constatou que essa obra encontrava-se em estado de conservação regular, mas com grandes perdas de azulejos e, pelo fato de se encontrar ao relento, exposta às intempéries, apresentava infestação de fungos e líquens. Identificou também danos causados por vandalismo – o Parque esteve abandonado por cerca de 15 anos – com perfurações provocadas por tiros de espingarda. Havia também fraturas e perdas no vitrificado em diversos azulejos assim como lacunas por perdas parcial e total de azulejos.

Na época foi iniciada uma mobilização para promover a restauração desse painel e os recursos foram levantados para realizá-la já em 2012. Entretanto, por apresentar um orçamento razoavelmente inferior ao que se propunha anteriormente, convidou-se Enos Omena para esse fim. Em junho desse ano o Correio do Agreste anunciava em primeira página que Painel de Brennand é Restaurado. Nem sequer chegou-se à metade desse trabalho e Enos abandonou inexplicavelmente seus serviços, desfalcando os recursos da entidade. Dessa forma, mais outra vez o painel de Brennand ficou à mercê do tempo e teve sua degradação retomada.

Hoje sua conservação exige os mesmos cuidados registrados em sua primeira avaliação.

Neste princípio de ano a Sociedade dos Criadores encontrava-se com recursos suficientes para proceder a recuperação dessa obra de arte, porém todo esse dinheiro foi utilizado na realização da  42.ª Exposição de Animais. 

O painel de Francisco Brennand pela sua importância deixou de merecer o empenho apenas da atual diretoria da Sociedade dos Criadores de Surubim para sua preservação. Deve ser tombado como patrimônio público municipal.

Restaurá-lo é uma missão de toda a comunidade e, nesse sentido, dois diretores dessa entidade, Antônio Barros e Fernando Guerra, resolveram iniciar uma campanha para levantar fundos com vistas à sua restauração. Afinal, em 2020, a presença de Brennand em Surubim completará cinquenta longos e gratificantes anos.

Relacionado

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *