O jornal mais antigo em circulação do Agreste Setentrional de Pernambuco

Sábado, 16 de Fevereiro de 2019 08:42

O legado de Josias Albuquerque em Surubim

03/02/2019

Josias Albuquerque faleceu neste sábado (2), em decorrência de doença hepática e falência múltipla de órgãos. (Foto: Divulgação/ Reprodução)

Josias Albuquerque, presidente da Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco), que faleceu neste sábado (2), aos 82 anos, deixou uma importante obra em Surubim mesmo sem ser político da região, ter parentesco ou freqüentar a cidade: o Sesc Ler.  A unidade de ensino que foi inaugurada há pouco mais de 15 anos, tem prestado inestimáveis serviços à região, não só na área de educação, mas também nos setores de cultura e lazer.

A idéia de instalar uma unidade do Sesc em Surubim, surgiu através da amizade entre o deputado estadual Geraldo Barbosa (1931-2017) e Josias, conhecidos de longas datas, companheiros de caminhadas no calçadão da Praia de Boa Viagem. Josias havia comentado com o amigo, sobre o novo projeto do Sesc que estaria para ser implantado em várias cidades do interior do Estado. Na época, Humberto Barbosa (1934-2018), irmão de Geraldo, era prefeito de Surubim e a única condição que o Sesc exigira para se instalar no município seria a doação de um terreno. Rapidamente Geraldo iniciou a articulação com Humberto para que Surubim fosse beneficiada com a unidade. O prefeito por sua vez, providenciou o desmembramento de uma área que pertencia ao antigo Centro Social Urbano, no Bairro São José e encaminhou à Câmara de Vereadores o projeto de doação, que foi aprovado por unanimidade. A agilidade com que os trâmites foram realizados permitiu que o Sesc Ler de Surubim fosse o primeiro a ser inaugurado em Pernambuco. No dia em 3 de junho de 2003, Josias fez questão de estar presente para entregar a obra.

Joias e o prefeito Humberto Barbosa inauguram o Sesc Ler Surubim, em 3 de junho de 2003. (Foto: Reprodução/ Divulgação)

No velório de empresário, neste domingo (3), o diretor do Sesc Pernambuco, Antônio Inocêncio Lima, comentou que Josias “ficava feliz em poder levar melhores condições de vida aos mais modestos. Era uma alegria para ele ver escolas de qualidade sendo frequentadas pelos mais pobres ou ações de cultura difundidas pelo Estado, formando novos artistas. Então, ele foi uma pessoa que passou a vida fazendo o bem aos que mais precisavam”. Josias deve ter morrido feliz, pois tudo o que ele almejava se concretizou em Surubim e em outras cidades do Estado.

Perfil

Nascido em 31 de agosto de 1936, no Recife, Josias Silva de Albuquerque começou a trabalhar ainda na adolescência, desenvolvendo projetos de móveis hospitalares para a Metalúrgica Recife. Já como técnico, assumiu o controle de qualidade e produção de serralharia mecânica na mesma companhia, seu primeiro emprego formal. Assumiu a presidência da Fecomércio em 1996, aos 59 anos, totalizando seis gestões. A última reeleição foi em abril no ano passado, por unanimidade. No mesmo mês, houve o anúncio de que o prédio que abrigará a nova sede da Fecomércio, na Avenida Visconde de Suassuna, na Boa Vista, em Recife, se chamará Edifício Josias Albuquerque. A escolha do nome do presidente da entidade aconteceu durante votação, também por unanimidade.

Despedida

O empresário faleceu às 10h50 na manhã deste sábado (2), no Real Hospital Português, em decorrência de doença hepática e falência múltipla dos órgãos. O corpo foi velado no Salão de Eventos do Sesc, no Bairro de Santo Amaro, em Recife. A cremação aconteceu na tarde deste domingo (3), no Cemitério Morada da Paz, em Paulista, em cerimônia reservada apenas para a família. Josias deixa a esposa Erotides Gomes, dois filhos e cinco netos.

Relacionado

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *