O jornal mais antigo em circulação do Agreste Setentrional de Pernambuco

Segunda-Feira, 23 de Maio de 2022 03:00

Orobó: prefeito nega uso de máquina pública e recorre ao TRE

21/11/2016
blog-do-edinho-soares

Prefeito comentou decisão da Justiça Eleitoral na Rádio Integração FM (Foto: Edinho Soares/ Divulgação)

O prefeito de Orobó Cléber Chaparral (PSD), comentou nesta segunda-feira (21) no Plantão de Notícias, da Integração FM, a decisão da juíza eleitoral daquele município, Nahiane Ramalho de Mattos, que cassou o registro de candidatura dele e do vice-prefeito eleito Biu Abreu (PSD). A sentença da magistrada foi divulgada na quinta-feira (17) e se tornou um dos assuntos mais comentados na região.

O prefeito é acusado de abuso de poder político e econômico, além da prática de condutas vedadas a agentes públicos em ano eleitoral. A magistrada entendeu que Cleber Chaparral usou a máquina pública para se beneficiar visando a reeleição. A ação que cassou a chapa do prefeito foi baseada em práticas como a distribuição de brindes à população, visita a unidades de ensino para entrega de material escolar, inaugurações com o uso de faixas ou fotos divulgando o nome do político.

Na entrevista, o prefeito negou que tivesse utilizando eventos da prefeitura para se autopromover. “Nunca houve isso. Tive muito cuidado até em remover o slogan da gestão durante a campanha eleitoral. Não tenho culpa se chegava em uma escola ou em uma inauguração e as pessoas me agradeciam com faixas, me homenageavam.  Nos meus discursos não pedia voto ”, alegou.

Chaparral também informou que os seus advogados vão entrar com um recurso no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE/PE) na tarde desta segunda-feira (21). “Vamos explicar cada ponto do processo. Estou tranquilo”, finalizou.

A Ação de Investigação Judicial Eleitoral que o prefeito responde foi movida pelo atual vice-prefeito e candidato derrotado à prefeitura, Eduardo Gabriel Barbosa, mais conhecido por Dui do Bujão (PMDB). A decisão da juíza seguiu o parecer do Ministério Público Eleitoral (MPE).  Na sexta feira (11), o promotor de Justiça Felipe Akel, pediu a cassação da chapa do prefeito por entender que estava caracterizado o abuso de poder político e econômico.

Cléber Chaparral foi reeleito com 8.370 votos (57,54%). O segundo colocado, Dui do Bujão, obteve 6.074 votos (41,75%) e o terceiro postulante ao cargo, Amadeu Sarinho (PSDB), 103 votos (0,71%).

Relacionado

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *