O jornal mais antigo em circulação do Agreste Setentrional de Pernambuco

Quarta-Feira, 21 de Abril de 2021 02:00

Começa a guerra contra o Aedes aegypti

19/12/2015

Para prevenir o aumento de doenças provocadas pelo mosquito Aedes aegypti, como a dengue, febre chikungunya e infecção do zika vírus, a Secretaria de Saúde de Surubim tem intensificado as ações de combate ao vetor nos bairros e comunidades da zona rural. Cerca de 60 profissionais participam dos mutirões, entre eles agentes de combate a endemias, agentes comunitários de saúde e enfermeiros. Em cada local visitado pela equipe, são realizadas a verificação de reservatórios de água que possam servir de focos do mosquito, aplicação de larvicida, entrega de panfletos com orienta- ções sobre prevenção das doenças e distribuição de peixes lesbite (conhecido popularmente como “guarus”) que se alimentam das larvas do inseto. Na vizinha cidade de Riacho das Almas, a distribuição de peixes contribuiu para a redução do índice de infestação pelo mosquito, segundo a Secretaria de Saúde daquele município. Os peixes foram utilizados pela primeira vez em julho deste ano e de acordo com o Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), houve uma queda de 7.9% para 1,9% no indicador. Outras cidades que já adotaram a medida, foram Caruaru (PE) e Uberlândia (MG). Os mutirões já foram realizados no bairro São Sebastião e nas localidades de Lagoa Nova, Doquinhas, Gancho do Galo e Chã do Marinheiro. “Os mutirões tem o objetivo de sensibilizar a população sobre a importância de cuidar dos seus reservatórios e possíveis locais de focos da doença como garrafas, pneus e jarros, por exemplo. O combate ao mosquito é responsabilidade de todos”, afirma o secretário de Saúde Izaldo Andrade.

O Exército integra-se à campanha

Surubim é um dos 19 municípios do Estado que contam com a parceria do Exército Brasileiro no combate ao mosquito Aedes aegypti. Os soldados são treinados e em seguida distribuídos para as cidades com maior incidência de casos de dengue e chikungunya, para auxiliar os agentes de combate à endemias, informa a secretaria. Aqui no Agreste, além de Surubim, os militares vão atuar nos municípios de João Alfredo, Lagoa de Itaenga, Passira, Jataúba, Taquaritinga do Norte, Vertentes, Brejo da Madre de Deus e Iati. A expectativa é que o trabalho dure de três a seis meses. Nesta parceria, os municí- pios vão fornecer às equipes do Exército alimentação, combustível para os veículos e material de trabalho. As ações de combate ao Aedes Aegypti foram intensificadas nas últimas semanas por causa do crescimento do número de casos das doenças provocadas pelo mosquito. Entre as principais atividades está a realização de mutirões nos bairros e nas comunidades rurais.

Carro fumacê começa a percorrer bairros da cidade

O carro fumacê, veículo utilizado no combate ao mosquito Aedes aegypti, começou a circular sexta- -feira (11/12), nos bairros da cidade. Os primeiros locais visitados foram o Centro e Lagoa Nova. A Secretaria Municipal de Saúde, definiu um calendário com as comunidades que serão atendidas com a aplicação do inseticida. O cronograma prevê que a ação seja realizada em dois horários, das 4h às 8h e das 16h às 20h, inclusive nos finais de semana. Ainda segundo a secretaria, o “fumacê”, como é conhecido, percorrerá apenas a zona urbana do município, de acordo com protocolo estabelecido pela Secretaria Estadual de Saúde. É também na cidade, que se concentra o maior número de notificações das doenças transmitidas pelo mosquito, mas as localidades rurais não ficarão sem receber o inseticida. Neste caso, a aplicação será realizada por agentes com bombas costais. A secretaria lembra que os moradores devem retirar animais dos cômodos que possam ser atingidos pelo produto. Outra recomendação é abrir janelas e portas durante a pulverização da substância.

Relacionado

Comentários

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *